Recadastrar Agora Você é ONG,Prestador de Serviço ou Comerciante? Recadastramento

A Rede

Imagem de gato com olhar fixo

O que é Rede de Defesa e Proteção Animal?

A Rede de Proteção Animal é uma Divisão do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna - SMMA da Prefeitura Municipal de Curitiba que busca promover a interface entre vários agentes públicos, da iniciativa particular e do terceiro setor, na busca de melhores condições de vida para a fauna da cidade e que oferece um Sistema de Cadastramento e de Identificação Animal (SIA) através da utilização de microchips.

O objetivo geral da Rede de Proteção Animal da Cidade de Curitiba é estabelecer medidas para atuar na conservação ambiental, em especial na defesa e proteção da fauna e no controle de populações, para atingir o equilíbrio ambiental e o convívio mais harmonioso dos munícipes com os animais.

Os objetivos específicos da Rede de Proteção Animal da Cidade de Curitiba podem ser resumidos em:

  • Buscar o maior equilíbrio nas populações animais, diminuindo o índice de abandono e maus-tratos, de modo a prevenir agravos à saúde pública e os impactos negativos ao meio ambiente.
  • Desenvolver ações de Educação Ambiental sobre a fauna junto à sociedade, buscando-se criar consciência sobre a responsabilidade da guarda dos animais e a necessidade de conservação e respeito à fauna urbana.
  • Instituir e gerir o sistema de identificação e cadastramento de animais no município.
  • Fomentar ações para a adoção responsável de animais abandonados na cidade.
  • Instituir mecanismos de coerção e de fiscalização das ações dos cidadãos em relação aos seus animais, através de arcabouço legal específico e ou fazendo cumprir a legislação vigente sobre o tema.
  • Estabelecer critérios para a comercialização e o trânsito de animais na cidade, em ações planejadas com a iniciativa privada, instituições organizadas e profissionais das diferentes áreas.
  • Elaborar e desenvolver projetos de investigação em parceria com instituições de ensino, pesquisa e de proteção aos animais, para a busca de alternativas ao controle populacional da fauna na cidade, entre outras.

O que é Guarda Responsável?

Guarda responsável é o conjunto de ações que os cidadãos que possuem animais de estimação ou de trabalho (cães da polícia e em aeroportos, cavalos no meio rural, animais de produção) devem adotar para a manutenção das suas condições de conforto e bem-estar.

Todos os animais merecem respeito, mesmo aqueles que estão nas ruas em estado de abandono.

Animal doméstico exige responsabilidade. Por isso, antes de assumir a tutela de um é importante que:

  • Esteja certo de que todos da família concordam.
  • Prepare-se para ficar com ele por muito tempo (12 anos, dependendo da espécie).
  • Assuma a responsabilidade pelo conforto e bem-estar do seu animal de estimação, garantindo alimentação, saúde, higiene, lazer e atividades apropriadas ao crescimento.
  • Planeje o que fará com o animal quando não estiver em casa ou viajar.
  • Certifique-se de que existem recursos necessários para mantê-lo. O carinho, a alegria e a companhia compensam os cuidados com o animal de estimação. Se você está pronto para ter o seu, prefira adota do que comprar.

Animais não são objetos e não podem ser descartados.

Cuidar de um animal não é difícil, mais exige responsabilidade. Veja abaixo algumas dicas:

  • Castre seu animal, seja ele cão ou gato. Isso evitará crias indesejadas, eliminará, nas fêmeas, o risco de câncer e infecção do útero e reduzirá os riscos de câncer de mama, entre outras doenças. Nos machos, eliminará o risco de câncer nos testículos e também outras doenças.
  • Mantenha o animal sempre dentro da área do imóvel e jamais solte-o na rua.
  • Preserve a saúde psicológica do animal dando-lhe carinho e atenção.
  • Cuide da saúde física dele. Forneça abrigo, alimento, atendimento médico quando necessário (além de castração, vacinação e desverminação) e banhos regulares. Faça com que pratique exercícios.
  • Passeie com seu cão, sempre utilizando coleira e guia. Isso evita atropelamentos e ataque a outros animais.
  • Recolhe e descarte os dejetos dele em local apropriado.
  • Eduque o animal caso seja necessário conte com a ajuda de pessoas especializadas em comportamento animal. Jamais use a educação com pretexto para maus-tratos.
  • Identifique o animal com uma plaqueta e registre-o através do microchip. A aplicação é simples, sem anestesia e garante a identificação do animal em caso de perda ou furto.
Clique aqui para baixar o Projeto Completo